Autoconhecimento, Meditação

As diferentes formas de meditação

Meditação

A meditação é a prática de voltar sua atenção para um único ponto de referência. Pode envolver concentrar-se na respiração, nas sensações corporais ou em uma palavra ou frase conhecida como um mantra. Em outras palavras, a meditação significa afastar sua atenção de pensamentos de distração e se concentrar no momento presente. Meditar é enganosamente simples. E quais são afinal as diferentes formas de meditação?

Meditação Espiritual

A meditação é praticada extensivamente nas religiões orientais, que incluem budismo, taoísmo e hinduísmo, bem como nas tradições cristãs ocidentais. Dependendo de como praticado, tem elementos maiores ou menores de oração. É caracterizada pela auto-reflexão, enquanto se reflete no silêncio ao redor, em contraste com nossa conversa interna. A meditação no sentido religioso ajuda os indivíduos a encontrar uma conexão mais profunda com uma Divindade ou Poder Superior. Em tradições como o budismo e o daoismo que são fundamentalmente nãoteístas, a meditação é mais sobre autoconsciência e auto-atualização. Conhecendo-se melhor, conhece-se o mundo ao nosso redor e pode-se cuidar dos outros com bondade. No sentido espiritual meditação é se tornar o melhor ser humano que você pode ser.

Você pode praticar meditação espiritual em seu lugar de culto ou em casa. Esta técnica é mais adequada para indivíduos que procuram crescimento espiritual, bem como aqueles que apreciam o poder calmante do silêncio.

Meditação Mindfulness (Atenção Plena)

Esta técnica de meditação é extremamente popular no Ocidente. No entanto, é originário dos ensinamentos do budismo. A meditação consciente é um primeiro passo crítico para superar a própria insatisfação e, em última análise, alcançar a visão necessária para beneficiar os outros. Existem várias etapas a seguir se você quiser dominar esta técnica:

  • Reconhecendo sua realidade. Isso começa com a atenção de seu corpo e pensamentos.
  • Observando sua mente enquanto vagueia, e depois aceitando cada pensamento que aparece em sua mente
  • Voltando ao objeto da meditação, geralmente a respiração
  • Compreendendo e apreciando o momento presente

Esta técnica permite combinar a consciência com a concentração. Você simplesmente precisa se sentar com pernas cruzadas, uma volta reta e uma vontade de ser honesto consigo mesmo. O foco desta meditação é a sua respiração. Sempre que você achar seus pensamentos errantes, basta notá-los, sem julgamento, e depois retornar seu foco para sua respiração. É uma ótima maneira de reduzir depressão, ansiedade e dificuldade percebida.

Meditação do Movimento

Ao contrário de outras formas de meditação que exigem que você esteja em uma posição, a meditação do movimento pode ser praticada quando você está viajando. Pratique esta técnica de meditação quando você está cultivando plantas, andando na floresta, lavando e executando outras formas sutis de movimento. Os tipos mais formais desta prática incluem yoga, tai chi e outras artes marciais. O movimento é o objeto desta meditação.

Esta técnica é mais adequada para as pessoas que têm problemas para se sentar, assim como para aqueles que derivam a paz da ação.

Meditação Focada

Nesta técnica, você usa um dos seus cinco sentidos para se concentrar, ou seis, se você incluir a mente. Um jogador de xadrez, por exemplo, usa o foco mental para prever uma série de movimentos. Atletas, pessoas de negócios, quase todos aprenderam a concentrar a mente no que você está fazendo – isso é fundamental para o sucesso na vida. Em geral, você pode se concentrar em um elemento interno (como sua respiração, sentimentos ou seu corpo) ou se concentrar em um objeto externo.

Seja qual for o objeto senso, você deve concentrar sua atenção exatamente sobre isso e o que você está fazendo. Quando você está comendo você apenas come, quando você está exercitando, você está apenas fazendo isso. A maioria de nós se distrai tentando fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Isso leva a uma mente dispersa e muita insatisfação. O que é mais importante é não ficar frustrado e, gradualmente, você descobrirá que ao longo do tempo você retorna seu foco de volta ao que você está fazendo uma vez que você achou sua mente errante. Ao longo do tempo, seu alcance de concentração melhora e sua mente vaga menos.

Meditação Visual

Nesta técnica de meditação, uma imagem é evocada na mente para criar um sentimento particular. De forma simples, você pode fechar os olhos e visualizar um lindo lago ou montanha, céu aberto ou uma paisagem familiar. Num nível mais formal, a visualização de um mandala ou divindade tibetana particular pode ser usada para evocar qualidades internas de compaixão e sabedoria. No entanto, para este tipo de prática, você realmente precisa de instruções de um professor experiente.

Muitas pessoas pensam que a visualização é uma espécie de fuga do mundo, imaginando algo que não está realmente lá. Mas se você parar de pensar sobre isso, a maior parte do pensamento que fazemos ao longo do dia é precisamente isso – trazendo para a nossa consciência memórias sobre o passado ou medos do futuro – algo que não está realmente lá! A visualização é uma técnica que usa este poderoso aspecto mental para uma transformação pessoal positiva.

Meditação Cantada

Muitos ensinamentos e religiões possuem aspectos proeminentes do canto e da meditação do mantra, incluindo as religiões ocidentais, bem como as tradições budistas e hindus. Para este tipo de meditação, a mente pode simplesmente se concentrar no canto, nos sons das palavras e na melodia, enquanto contempla o significado. A técnica de meditação Mantra faz uso de um som repetitivo, uma palavra ou uma frase para limpar a mente. “Om” é o som mais comum usado na meditação do mantra.

Ao longo do tempo, cantar um mantra permite que você seja consciente e extremamente alerta. Como prática espiritual, você ajuda a alcançar níveis mais profundos de conscientização. Mais uma vez, é importante encontrar um professor qualificado para qualquer prática espiritual verdadeira.

Meditação do Ritmo Cardíaco

A meditação do ritmo cardíaco é a meditação descendente, porque concentra a energia no desenvolvimento da aplicação da consciência. Esta forma de meditação concentra-se primeiro no coração, com ênfase na respiração, e o propósito é experimentar o mantra dos místicos, “eu sou parte de todas as coisas e todas as coisas são parte de mim “.

Esta é uma forma tripla de meditação porque os indivíduos experimentam benefícios físicos, emocionais e espirituais. Isso ajuda o indivíduo a lidar melhor com o estresse e desenvolver um espírito apreensivo e alegre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s